quarta-feira, 16 de março de 2011

A verdadeira cor do Sol

Já vimos o Sol com diferentes cores. Para alguns pode ser branco, para outros amarelo. Outros acreditam que ele seja vermelho ou até alaranjado.
Na realidade o Sol emite todas as cores. Na verdade o pico de intensidade do Sol está entre o verde e o azul. Então por que não vemos o Sol azul? Vários fatores afetam nossa percepção de sua cor.

A luz visível do Sol, antes de chegar aos nossos olhos ela passa através da atmosfera
terrestre.Todos os comprimentos de onda são absorvidos e emitidos pelas moléculas de ar, a este fenômeno se dá o nome de espalhamento.
A luz violeta é espalhada com mais força, seguida pelas cores azul, verde, amarelo, laranja e vermelho. Isso significa que mais fótons violeta são espalhados pela atmosfera terrestre do que fótons amarelos. O intenso espalhamento do violeta, azul e verde tem o efeito de deslocar o pico da intensidade do Sol que entra em nossos olhos da região do azul-verde para o amarelo. (O céu é azul devido ao forte espalhamento da luz azul – ele não é violeta porque o Sol emite muito menos fótons violeta do que azul).
A percepção de um Sol amarelo é mais intensificada pelos nossos olhos, que não vêem as cores igualmente bem. Em vez disso, os cones sensíveis à luz em nossos olhos respondem cada um a três classes de cores; vermelho, amarelo e azul. Nenhum dos cones é especialmente sensível aos fótons azuis-verdes. Adicionando a intensidade das cores detectadas pelos três tipos de cones, nosso cérebro recria a cor. Depois de combinar toda a luz que consegue, o olho é mais sensível à região amarelo-verde do espectro. Enxergamos o azul e o laranja de uma maneira pior e o violeta e o vermelho de uma maneira mais pobre. Embora o olho veja a luz amarela e verde quase igualmente bem, a cor dominante do Sol é o amarelo porque o ar espalha a luz verde, e nossos olhos são relativamente insensíveis ao azul-verde. Portanto, uma olhada casual ao Sol frequentemente deixa a impressão de um objeto amarelo.
Acima da atmosfera da Terra, a luz do Sol é tão intensa que satura os cones dos nossos olhos que são sensíveis à cor. O Sol parece então “branco ofuscante” visto do espaço, conforme é relatado por astronautas após retornarem à Terra.
No nascer do Sol ou quando ele se põe, vemos um Sol laranja ou vermelho. Isso ocorre porque, próximo ao horizonte, os fótons violeta, azul, verde e mesmo amarelo do Sol são fortemente espalhados pela camada mais espessa que têm de atravessar, deixando o Sol com a aparência cada vez mais avermelhada à medida que se põe.

Referências: Descobrindo o Universo; COMINS, Neil F., KAUFMANN III, William J.; 8ª Edição;Porto Alegre; Editora Bookman; 2010.

2 comentários:

  1. ''As estrelas frias começam com uma cor marrom / vermelho escuro e aumentam de intensidade à medida que ficam mais quentes. Com apenas alguns milhares de graus Kelvin na superfície, ela ficará vermelha. No extremo oposto do espectro, as estrelas mais quentes com uma temperatura de superfície acima de 10.000 Kelvin são azuis. Com uma temperatura de superfície de cerca de 6.000 Kelvin, o Sol está em algum lugar no meio, dando-lhe uma cor branca distinta.''

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Periodic Table of the Elements (Mendeleev's table)